quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Ressaca Pós-GP do Japão!

Boa noite meus queridos amigos fãs de F1!

Esse post deveria chegar aos olhos de todos na segunda-feira, como regra que gostaria de criar para a sessão “Ressaca Pós-GP”, mas por motivos maiores (leia-se cansaço, falta de tempo e preguiça) esse texto chegou um pouco atrasado essa semana.

Como já é de praxe na semana seguinte a um GP, o que não faltou nessa segunda e terça-feira foram noticias e mais noticias sobre todos os assuntos e é sobre isso que vamos comentar nas linhas que seguem.

De cabeça quente por um resultado insatisfatório ou repletos de satisfação por um bom resultado ou até mesmo uma indiferença por saber que nada se sabe sobre o ano seguinte. De qualquer forma, o que não faltam após as corridas são as declarações de cada piloto sobre algo em especial.

Na etapa do Japão em Suzuka não foi diferente. Todos desabafaram após saírem de seus carros.
Vamos aos comentários mais interessantes:

Rubens Barrichello:
Sofri com o acerto do carro, estava duro. Acho que fui agressivo. Tive uma melhora e terminei na frente do Button, mas o safety car ainda deu uma posição ao Rosberg. É assim que tem que ser”.
- Realmente! A maior verdade desse GP foi o fato de Rubens ter sofrido com o carro. Discordo quando diz que foi agressivo, pois o que vi, foi um piloto administrando risco durante a corrida. A atitude dele, foi de um piloto que já tem uma grande vantagem para ganhar o titulo. O que será que ele achou de ser “Jenson Button” por 53 voltas?


Jenson Button:
Queria marcar pontos hoje e é o que fizemos. Um ou dois pontos são bons, mas perdi um para Rubens [Barrichello]. Também perdi alguns para Vettel, mas já esperava que ele vencesse a corrida”.
- Esse sim correu como um real postulante ao titulo deveria correr quando já tem uma vantagem de 15 pontos para o segundo colocado. Com certeza não foi a corrida que gostamos de ver quando esse piloto esta disputando o titulo, mas para Button ser campeão, o importante é terminar a corrida. Sejamos justos ao dizer que sua performance foi melhor que a de Barrichello já que fez ultrapassagens quando necessário. Resumindo, arriscou mais do que deveria. O que será que ele achou de ser “Rubens Barrichello” por 53 voltas?


Sebastian Vettel:
Está bem melhor agora e ainda é possível. É uma pena que restam apenas duas corridas, mas a vida é assim”.
- Uma pena mesmo que Vettel e sua Red Bull tenham acordado somente agora. Depois de serem favoritas a roubarem os títulos da BrawnGP, se perderam no caminho com péssimos resultados, como por exemplo em Valencia, e viram suas chances diminuírem a cada curva. Fato é que ainda não é algo impossível Vettel ser campeão, basta ver o histórico da temporada de 2007. Mas Vettel não é Kimi Raikkonen, ainda!


Kimi Raikkonen:
“Hoje o carro não estava ruim, mas não fomos rápidos o suficiente para lutar pelo pódio. Este quarto lugar é útil para manter a equipe no terceiro lugar do Mundial de Construtores, mas será difícil segura-lo durante as duas últimas corridas. Apesar disso, farei o que puder”.
- Kimi diz que não foi bem, mas pelo contrário. Para quem é genuinamente interligado com o seu nível de motivação, fez uma corrida exemplar que um verdadeiro campeão de F1 deve exigir sempre que seja o mínimo que pode fazer. Por já estar oficialmente “desligado” da Ferrari, confesso que esperava uma corrida mais burocrática de Kimi, mas felizmente ele me provou o contrário mostrando que vale a pena ser seu torcedor, como eu.


Adrian Sutil:
Eu tentei ultrapassa-lo na chicane, mas então ele me fechou, o que me fez perder muito tempo. Foi o fim da corrida”.
- É impressionante o quanto Adrian Sutil não consegue ficar longe de problemas. Em diversas etapas da temporada, o piloto estava bem em sua corrida e bastou estar com o carro em movimento para acontecer algo com ele. E essa fama vem desde o ano passado (não me recordo se teve algo em 2007) quando, para citar apenas um, vinha em quarto lugar no GP de Mônaco quando Kimi Raikkonen acertou sua traseira. Certo de que nem sempre a culpa é do alemão, mas que a “sorte” o acompanha, isso sim.


Heikki Kovalainen:
Quando Sutil tentou me ultrapassar, eu já estava na zebra e não tinha espaço para evitar o contato”.
- Heikki tinha tudo para fazer uma corrida como sempre faz: discreta e sem melhores resultados. Certo que ele manteve a falta de bons resultados, mas dessa vez passou um pouco longe de ser discreto. Além da batida com Sutil, foi protagonista do ponto alto da corrida: a ultrapassagem sobre Giancarlo Fisichella na saída do Box. Pra mim, esse momento valeu a corrida inteira. Parabéns, Kovalainen.


O ponto alto da semana passada, foi o anuncio de Fernando Alonso como novo piloto da Ferrari. Confesso que a noticia não me pegou de surpresa, e acho também que não foi só eu que teve essa sensação.

Alonso namorava a Ferrari havia muito tempo. Declarações de admiração por ambas as partes deixavam claro que um dia, isso iria acontecer. E Alonso, depois de tantos anos, realiza seu sonho.

Acredito que não terá vida fácil na equipe, pois chega a um ambiente favorável a Felipe Massa que faz parte da equipe desde 2003, no mínimo, quando iniciou como piloto de testes. Felipe também, não terá vida fácil pois uma coisa é dividir a equipe com um piloto que foi campeão ao seu lado, e outra coisa é dividir a equipe com Fernando Alonso, que já chega a equipe com grande status e maior ainda expectativa.

Esperamos então que dê tudo certo pois 2010 promete!

Por todos os posts que fiz até hoje, acredito que não deixei perceber, mas fato é que sou fã assumido de Kimi Raikkonen desde seus tempos de McLaren (confesso também que não o percebi na Sauber).
Seu estilo sempre me agradou muito. Rápido, constante, focado. Essa foi a impressão que sempre tive do finlandês que, me proporcionou a corrida mais emocionante da vida até hoje: Interlagos/2007.

Naquela temporada, Raikkonen ganhou muito mais do meu respeito e admiração pois mostrou como um piloto deve comportar-se quando a única coisa que interessa é o titulo. Tinha 17 pontos de desvantagem para Lewis Hamilton faltando duas etapas (20 pontos) para o final da temporada e venceu no final do campeonato por 110 a 109. Simplesmente sensacional.

Com o anuncio de Fernando Alonso na Ferrari a partir de 2010, ficou confirmado então que Kimi ainda não tem equipe para a próxima temporada. Muito se fala sobre sua volta a McLaren e eu, como fã dele mesmo e de F1, espero e torço muito para que isso seja verdade.

Kimi já declarou que pretende ficar na F1 apenas se tiver um carro competitivo a disposição, caso que não é muito difícil de acontecer com todos tendo total conhecimento da capacidade de Kimi, mas que torna-se um pouco mais complicado devido as politicagens básicas da F1.

Uma opção, que eu acredito que seja mais provável de se confirmar do que a permanência na F1, é a ida de Kimi para os Rallyes. Ele que é fã declarado da categoria, já disputou algumas etapas em 2009 e não decepcionou, despertando interesse das equipes por lá.

Que escolha então o melhor para sua carreira pois todos os seus fãs, assim como eu, torceremos da mesma forma por Kimi que na minha opinião, é o melhor exemplo de um piloto veloz no atual grid da F1.

Com toda essa “dança das cadeiras” para 2010, abre-se vagas junto as novas equipes para a entrada de pilotos brasileiros como Lucas DiGrassi, Bruno Senna e até mesmo Antônio Pizzonia, esse ultimo com maior experiência no automobilismo mundial e também na F1 já que foi piloto da Williams e Jaguar em meados dos anos 2000.

Sinceramente, meus favoritos as possíveis vagas são Lucas DiGrassi e Antônio Pizzonia.

O primeiro e preferido por já ter provado sua capacidade tanto para competições como para ajustes de carro pois vale lembrar que a Renault vencedora dos GPs de Cingapura e Japão e segunda coloca no GP Brasil em 2008, foi ajustada e testada por ele durante sessão em Jerez De La Frontera.

Já Antônio Pizzonia, fazia um bom campeonato na Stock Car antes de sua equipe ter problemas financeiros com seus patrocinadores e perder uma etapa do campeonato, essa acabou prejudicando Pizzonia na sua busca pelo titulo. Paralelo a Stock Car, Pizzonia comandava o time do Corinthians (sic) na Formula Super League na Europa e também vinha bem na tabela do campeonato. Isso junto a sua história nas categorias de base e passagem pela F1, dão boas chances ao “Jungle-Boy”.

Muitos podem me perguntar “Mas e o Bruno Senna, sobrinho do seu ídolo maior?”.

"Pois é, temos o Bruno Senna", responderei.

Ele tem sim grandes chances de entrar e, talvez entre os 3 mencionados acima, é o que mais terá oportunidade para subir a categoria máxima. Mas confesso que Bruno Senna ainda não me convenceu. Fez ótimos tempos no “Vestibular da Honda” no final de 2008, mas isso não indica muita coisa. É jovem e tem carreira ainda curta no automobilismo e por isso pergunto: Teria ele o preparo psicológico que é preciso para agüentar as pressões da F1?

Nelsinho Piquet, que foi muito melhor preparado para ser piloto de F1, provou que não tinha essa força psicológica (Por motivos ja conhecidos - Cingapura/2008).

Espero que Bruno Senna não dê passos maiores que suas pernas e entre na F1 na hora certa, seja agora ou daqui a alguns anos.

Obrigado pela atenção e sintam-se livres para comentar tudo o que acharem necessário.

Muita velocidade a todos e até a próxima.


2009_07_30_kimi_raikkonen_rali_3
Nós fãs, esperamos ver essa imagem novamente e muitas vezes!!!

5 comentários:

Renan disse...

Bruno Senna novo ídolo do brasil....
espere e veja...

Raphael Mesquita Siqueira disse...

Kova só fez merda (de novo) e tu da Parabens pra ele ? Parabens os cambal, o cara fodeu o sutil (que não é nenhum santo, mas dessa vez não teve culpa.

Kova, espero que você fique SEM EQUIPE ano que vem. Vai ser test driver em algum lugar, ou pega o mesmo bonde do nelsinho e vai pros EUA.

F-1 A.L.C. disse...

pelo que eu li kimi está pedindo demais, e a mclaren não quer ceder. pode acabar na WRC de vez

a melhor companhia para kubica na renault seria di grassi, e ahi vou continuar torcendo pelos franceses, senão, posso até torcer por ferrari, o que nunca imaginei que ia dizzer

Claudio Souza disse...

eh CataldoR, que amor é esse pelo Kimi ?? huahuahuahuahua

ele te presenteou com uma vodka?

huuum, acho que sim hein...rs

Bruno B. disse...

hahahahahahahahaha...

A melhor parte, foram os comentários!!!