domingo, 11 de outubro de 2009

Amigos de Paddock!!! – Por Bruno Braz

Bom dia, Amigos!

Venho hoje trazer uma novidade em nosso querido Blog. Uma área que dedicamos aos nossos amigos que curtem tanto quanto nós essa “coisa” fascinante que é a velocidade!

Para estrear essa nova facilidade do Blog, convidamos o Bruno Braz, nosso grande amigo que mora em São Paulo/SP que fez um ótimo texto para sua estréia.

Todos, sem exceção, são bem-vindos a comentar. Blog Paddock Info e Bruno Braz estão a disposição de todos.

Obrigado.

“Schumacher, o menor Campeão dos Campeões.”

É estranho começar um texto chamando de "menor" o homem que possui quase todos os recordes absolutos da Fórmula 1 (não considerando Records de precocidade).

Maior número de títulos, de vitórias, de pole-positions, de pontos, de média de pontos, maior vencedor de alguns circuitos e por aí vai.

Cheguei a essa conclusão quase que acidentalmente, discutindo em uma comunidade do Orkut com uma pessoa que é fã dos pilotos alemães.

Falávamos sobre a última prova (Japão 09). Prova vencida de forma esmagadora pelo Vettel. Até aí, sem novidades. É o que esse "alemãozinho petulante" costuma fazer quando larga da pole: triturar os adversários.

O Vettel é muito bom? Uma grande promessa? Muito rápido e com muitas qualidades? Sim. Sem dúvida.
Tem talento suficiente para entrar no Hall dos grandes da F1. Porém, na minha opinião ainda é jovem. E como a maioria dos jovens, ainda é impulsivo. Basta lembrarmos Cingapura (raspou muro, estragou assoalho do carro, stop and go por excesso de velocidade no box).

Ele é bom? É sim. Mas ainda não está maduro.

Enfim, durante a discussão, esse cara disse que a Red Bull errou ao não priorizar o Vettel. Na visão dele, se a Red Bull tivesse priorizado o Vettel como a Ferrari fazia com Schumacher, o Vettel estaria "pau a pau" com o Button, ou até na frente.

Foi essa afirmação que me fez refletir. Comecei a puxar na memória se já tinha ouvido alguém falar algo parecido sobre um "grupinho" de pilotos (Lauda, Stewart, Emerson, Piquet, Senna, Prost, etc, etc, etc). Me esforcei para lembrar de alguém falando "ah, o Prost foi ajudado pelo companheiro", "Se beltrano tivesse ajudado o Piquet, a história teria sido diferente", "Se o Lauda não tivesse feito tal coisa, não sei não"...

Essa é minha linha de raciocínio. Busquei, procurei, conversei... nada. Quando mais eu procurei, mais a conclusão que cheguei foi a de que Schumacher é diferente de todos os outros campeões da F1, no que diz respeito a uma coisa: escudeiro, auxílios duvidosos e equipe 100% trabalhando em torno dele.

Mentira?

O 1º título na Benetton foi no mínimo duvidoso (auxílios eletrônicos proibidos, filtro de mangueira de reabastecimento faltando, Flávio Briatore, etc, etc, etc). A seqüência de títulos na Ferrari, com o melhor carro do Grid, com uma equipe como a Ferrari 150% dedicada à ele e com companheiros de equipe (Irvine e Barrichello) impedidos de voar alto demais.

Defensores do Alemão com certeza dirão "Ah, mas e a McLaren do Senna?" Ok. Mas foi uma briga ferrenha com Prost em 88 e 89 (1x1). Em 90 de novo com Prost (já de Ferrari) e 91, com Mansell (que tinha mais carro, mas menos cérebro).

Do Piquet, nada a falar que possa denegrir qualquer um dos títulos. Até perdeu 86 para o Prost porque brigava abertamente com seu companheiro de equipe, Mansell.
Lauda??? Pra mim, o maior exemplo de "culhões". Um GRANDE campeão. Bateu, quase morreu, virou torrada. Voltou e foi campeão depois disso tudo (talvez, esse sim o Maior).

O que esse grupo tem que falta a Schumacher ?

Deixo para vocês refletirem e responderem.

____________________________________________________
Alguns nomes especiais citados na matéria acima:

LaudaNiki19760731Ferrari312T2
Niki Lauda, já campeão do mundo em sua Ferrari.


Lauda ProstEstoril 84 2
Niki Lauda (Após seu acidente) e Alain Prost, ambos na McLaren.


Formula One World Championship
Ayrton Senna em sua McLaren.


reportagens_2711_piquet_a
Nelson Piquet em sua Williams.


MichaelSchumacher
Michael Schumacher, campeão do mundo e de Ferrari.

++

6 comentários:

Ricardo disse...

De repente pode até ser muita pretensão minha, mas este acidente de 2008 com o casso 'Cingapuragate' me fez refletir sobre um acontecimento sobre o Schumacher, no que deveria ser o 'título' de fato dele como piloto.

Em 2006, no GP do brasil, houve um choque entre Fisichella(Renault) e Schumacher(Ferrari), no qual o pneu do Schumacher furou e ele perdeu as chances de levantar o caneco, dando-o de brinde ao jovem Fernando Alonso seu segundo título mundial.

Concordo com todos os pontos citados aqui acima, tendo em vista que o Schumacher correu e ganhou 5 títulos com 'dois' carros, fora outros problemas nos títulos em que envolveram a equipe Benetton, já comandada pelo mesmo Briatore do Cingapuragate, que já era, então, Chefe da Equipe Renault. Fisichella era piloto da Renault, e na época não foram levantadas suspeitas sobre o caso, até porque era pouco provável que um piloto como o Fisichella, 'escudeiro' de Alonso, pareceu-me efetuar uma manobra limpa, porém exatamente logo após a ultrapassagem(repare um leve toque do fisichella no pneu do schumacher, quase imperceptível) houve uma imediata perda de traseira por perda de pressão dos pneus.

Apesar de Briatore, ainda sou mais ousado e digo que o Alonso também é um excepcional piloto, mas que as 'Briatorices' não o permitiram um título 100% limpo.

Coisas como o Jump Start, controle de tração, as famosas "brechas" no regulamento sempre foram o forte dos engenheiros de Briatore.

Na minha opinião, o Vettel tem muito a evoluir, porém eu sou relutante a acreditar que o Alonso é um fora de série no nível dos monstros citados neste artigo, porém sou da opinião de que ele é 'o último romântico'

Sobre o Schumacher poder ter perdido um título por conta de uma Briatorice? nada além de provar do próprio veneno.

Quanto ao artigo do Bruno, estou d pleno acordo. os números não mentem, mas só os números não contam a história nem justificam o título de 'Dick Vigarista', até porque no desenho, o personagem da 'corrida maluca' dado como vilão sempre perdia.

Sds.

Cláudio Souza disse...

Bruno
Seja bem vindo ao nosso blog, você é o nosso grande hermano e respeitamos muito seu ponto de vista!
...
....
apesar de não concordar com sua análise, respeito plenamente!

pra mim é SENNA-SCHUMACHER-FANGIO, o resto é resto.

Grandeza é algo surreal, não sabemos o que houve por trás dos titulos dos outros pilotos, porque, naquela época nada era tão divulgado como hoje.
Lembramos que, Colin Chapman, Bernie Ecclestone e Ron Dennis de longe eram santos... então... grandeza, temos que analisar para o que aconteceu dentro das pistas, fora... é dificil!

Brunão
RESPEITO MÚTUO É O QUE NOS ENGRANDECE!

Parabéns pela coragem de postar uma opinião tão forte!
:-)

Cláudio Souza disse...

ERRATA:
*nem de longe eram santos, quis dizer sobre Ecclestone, Dennis e Chapman

Bruno B. disse...

Hermando,
Não aguentou ficar sem falar, né??? Tava coçando. Senti as vibrações daqui... rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs
Abraços,
Bruno.

Raphael Mesquita Siqueira disse...

Respeito sua opinião, Bruno. Mas a acho um tanto quanto ufanista. O Alemão FEZ A FERRARI. Reformulou sua estrutura em todos os níveis, trouxe homens de confiança, homens que fizeram uma equipe e carros vencedores. Nada disso seria possível sem ele. Ele não chegou na Ferrari e pegou um foguete. Ele FEZ O FOGUETE. Foram 4 anos penando. Ou seja, ele é O CARA ! Antes dele, a Ferrari enfrentou anos e anos de carros medíocres e pilotos uns tanto quanto medianos. Mesmo quando teve um campão do mundo(Prost), não deu a ele um carro vencedor.

Sobre companheiros de equipe : Senna só teve dificuldades nos anos de Prost na McLaren, fora isso, quando primeiro piloto na Lotus, mandava e desmandava. Na era pós-Prost na McLaren também. Mas sabe como ele conseguiu esse "poder" ? Da mesma forma que o Sr. Schumacher : COM VITÓRIAS, DEDICAÇÃO, CARISMA E MUITA CAPACIDADE.Por que diminuir isso ?

Raphael Mesquita Siqueira disse...

Correção : Mais correto seria dizer que o Alemão REMONTOU a Ferrari. Ousadia minha dizer que ele fez. Perdão.