quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Resposta da Petrobrás S/A

A Posição da Petrobrás

 

Após ter conhecimento da nossa matéria no blog, a gigante petrolífera esclareceu sua posição a respeito.

"Em resposta à sua manifestação, recebida pelo Serviço de Atendimento ao Cliente, informamos que a posição da Empresa é a que é divuldaga, ou seja, de que o objetivo da Petrobrás é desenvolver combustíveis e lubrificantes que possam a vir beneficiar o consumidor brasileiro em geral.

Nos seus 10 anos de parceria com a equipe Williams, a empresa procurou contribuir com a possibilidade de testes para vários pilotos brasileiros, mas a análise técnica cabe à equipe e não à Petrobrás.
Todos sabem que as grandes equipes - hoje Ferrari, McLaren, Red Bull e Mercedes - não colocam suas vagas de pilotos em função de patrocínio pessoal e não é interesse da Petrobrás se associar a uma equipe que não seja de grande porte. Todos sabem, inclusive, que a Williams passa por um momento orçamentário dificil.

Além disso, em sendo a Petrobrás uma empresa estatal, escolher um unico piloto, num país de tradição no automobilismo, para investir um alto valor, não é estratégia correta de quem procura a maior transparência possível, não esquecendo que, no passado, quando a Empresa iniciou suas ações no esporte a motor e, justamente, através de patrocínio de pilotos, aprendemos que quando eles assinam seus contratos com as equipes que, normalmente, já tem a parceria de uma grande petroleira, como em 1998, quando o então piloto da Petrobrás, Ricardo Zonta, campeão da F3000, assinou com a McLaren.

Ricardo Zonta na F3000 com o patrocínio da Petrobrás.

Podemos citar também, o caso oposto: a Shell, uma empresa anglo-holandesa, tem algum piloto destas nacionalidades na Ferrari? a TOTAL patrocina algum piloto francês na Renault ou na Red Bull? a Petronas, que investe milhões na Mercedes, tem algum piloto malaio na Mercedes? a RBS, principal patrocinadora da Williams neste ano, tinha um piloto inglês?

Dessa forma, entendemos que a estratégia atual é a mais correta e que, mesmo com um objetivo tecnológico, que é o negócio da Petrobrás, demos várias oportunidades a pilotos brasileiros na Formula 1.
A Petrobrás agradece pelo seu contato e encontra-se à sua disposição"
SAC Petrobras
0800 78 9001

Desta forma, a empresa esclarece nossas dúvidas e aos leitores do blog que tanto debateram esse caso. Gostariamos, antes de tudo, agradecer muito a Petrobrás pela atenção conosco e a sua resposta enviada por e-mail. 
Desde já, gostaríamos de enfatizar que apoiamos as iniciativas da Petrobrás no automobilismo como um todo e sabemos da competência de suas ações.
Muito Obrigado,

Cláudio Souza & Fernando Cataldo
Blog Paddock Info
www.paddockinfo.blogspot.com

5 comentários:

Raphael Mesquita Siqueira disse...

Sensacional, hermano. Parabens pela abragência do post.

fcm disse...

Ae hermanito, resposta da petrobras hein...
Será que vcoe não descola uns vale pra abastecer a caranga???
Pode ser uns vale ducha mesmo.
kkkkkk
Abraço.
Fabiano

renato disse...

parabens cara!!!
solução: vamos fatiar a Petrobras em 50 pedaços e vender. Abaixo a estatização!!
e mais uma vez, parabens e boa ideia.
abs,
Renato Guerra

Ricardo Menegueli disse...

Fantástico.

Finalmente uma posição FIRME de alguma empresa.

Geralmente viria aquele Bla Bla Bla que no final não diz nada.

Parabéns pelo post, pela matéria e por ter conseguido direito de resposta

Abraços!

Bruno Braz disse...

Aí fomos novamente surpreendidos.

Parabéns Hermano!!!