domingo, 28 de março de 2010

GP da Austrália que lembrou os anos 90!

O que dizer desta corrida? O que dizer do GP da Austrália? O que dizer do traçado de Melbourne?

Pois é! Eu não sei o que dizer sobre esta corrida! Foi simplesmente fantástica! Nostálgica! Uma das melhores que assisti ao vivo! Totalmente valeu a pena ficar acordado de madrugada esperando a largada!

Foi fantástica porque…

A corrida, do inicio ao fim, trouxe grandes emoções! A largada tumultuada, que já estamos acostumados a ver nesta etapa, trouxe grandes variáveis a corrida.

Fernando Alonso, que largava em terceiro e Michael Schumacher, que saiu da sétima posição, tiveram que provar o quanto são bons lutando por posições depois de cair para o final do grid. O espanhol depois de muita luta com muitos pilotos, terminou na quarta posição e o alemão, depois de muita luta com Jaime Alguersuari, terminou em décimo. Schumacher lutou a corrida inteira contra o jovem espanhol e, não só por isso, ainda não mostrou porque resolveu voltar a F1, mas ainda é cedo e tem muito tempo para provar que não perdeu a forma – se for o caso.
alonso1
Jenson Button mostrou que sua inteligência é o seu grande ponto forte quando fez uma troca de pneus arriscada em um momento em que a pista ainda estava molhada, mas que sabia que logo secaria. Assim resolveu ser o primeiro a fazer o que todos fariam. Com uma mistura de sorte e competência, venceu sua primeira corrida pela McLaren já na sua segunda participação. Assim, Button mostra que algum motivo tem para que o numero 1 esteja em seu carro.
149280
Lewis Hamilton estava sedento por posições! Largou em décimo primeiro e fez uma corrida sensacional! Talvez a melhor entre todos os pilotos considerando arrojo e vontade de ultrapassar! Ganhou posições, perdeu posições, teve momentos geniais e momentos para esquecer. Um dos pontos altos de sua corrida foi a briga com seu companheiro Jenson Button onde disputou curva a curva pela posição, levando a melhor sobre o outro inglês. Parece até que alguém disse para ele sozinho resolver o problema de falta de empolgação das corridas da F1. Lewis em muitos momentos, me lembrou de Ayrton Senna, que nunca desistia de uma posição assim como o britânico nesta corrida.
Robert Kubica (POL) Renault R30 leads Lewis Hamilton (GBR) McLaren MP4/25 
Formula One World Championship, Rd 2, Australian Grand Prix, Race, Albert Park, Melbourne, Australia, Sunday 28 March 2010.
Felipe Massa foi extremamente competente confirmando um pódio de terceiro lugar quando tinha um equipamento com problemas de aderência e, pra piorar, sofreu com grande desgaste dos pneus mais perto do final da prova. Em um inicio de temporada único em sua carreira com dois pódios em duas corridas, fica a 4 de distancia do líder - Fernando Alonso, com 33 pontos contra 37 do espanhol. Sendo assim, se posiciona como um dos grandes candidatos ao titulo de 2010.
massa1
Sebastian Vettel teve o segundo problema técnico em sua segunda corrida na temporada. Liderava a corrida com folga e segurança e tinha uma vitória praticamente certa quando sua Red Bull apresentou problemas no freio. Vettel perde sua segunda vitória praticamente certa e complica-se neste inicio de campeonato.
149215
Robert Kubica teve a felicidade e competência de levar sua Renault ao pódio depois de uma ótima e agressiva largada ganhando varias posições e mantendo-se longe de problemas. Ao longo da corrida, foi superando pressões de Massa, Hamilton e Webber, todo sedentos pela sua posição.
kubica
Mark Webber ganhou o prêmio de estraga-prazer do final de semana. Depois de uma péssima largada e de fazer uma corrida sem muito brilho, tirou bons pontos de Lewis Hamilton com um acidente totalmente bobo quando o inglês lutava com Fernando Alonso pela quarta posição. Deveria ser punido pela FIA pela manobra inconseqüente.hamilton
Lucas DiGrassi proporcionou um momento único na corrida. A bordo de uma Virgin totalmente inferior a qualquer carro do grid, exceto a HRT de Bruno Senna, Lucas viu em seu espelho retrovisor ninguém menos que Michael Schumacher, seu grande adversário na corrida de kart anual, Desafio das Estrelas, se aproximar ao longo da reta. Ao tomar a ultrapassagem do alemão na entrada da curva, DiGrassi ofereceu a Schumacher a sensação de levar o que chamamos de X na curva seguinte retomando a posição. Claro que Schumacher tinha muito mais carro que DiGrassi para brigar e ganhar a posição mais a frente, mas só o fato de dar o troco no alemão, já foi uma grande comemoração para o brasileiro.
digrassi
Além de tudo isso, muito mais aconteceu ao longo da corrida, como acidentes e safety-car, tornando este o GP da Austrália que já assisti. Uma corrida que sempre é muito boa mas que este ano, mostrou que o novo regulamento imposto pela FIA pode sim dar certo e fazer a F1 mais divertida para os fãs.

Foi nostálgica porque…

Desde a largada, o GP da Austrália lembrou das épocas de ouro da F1 onde os melhores foram mais rápidos, ganharam posições e protagonizaram os melhores momentos da corrida.

Arrojo e agressividade tiveram lugares garantidos nesta corrida. Lugares que deveriam estar reservados em todas as etapas da F1 mas que por algum motivo que não comentaremos aqui, ficaram anos e anos sem dar as caras.

Esta falta de “pilotagem de verdade” na categoria, deixou as corridas que vimos, principalmente em 2007 e 2008, mais chatas do que alguns jogos de futebol. Nestas temporadas, a classificação de sábado praticamente definia o resultado final da corrida onde carros que nunca quebravam chegavam ao final com filas indianas por toda a corrida.

Eu agradeço Max Mosley e seu novo regulamento por este GP da Austrália que me fez lembrar de coisas muito boas.
Pedro De La Rosa (ESP) BMW Sauber C29 and Vitantonio Liuzzi (ITA) Force India F1 VJM03 
Formula One World Championship, Rd 2, Australian Grand Prix, Race, Albert Park, Melbourne, Australia, Sunday 28 March 2010.
Valeu a pena ficar acordado até a largada porque…

Depois de muito tempo assistindo a “Formula 1 moderna”, pude ver uma corrida de verdade com todos os pilotos mostrando real intenção de ganhar posições. Lutando do inicio ao fim por um melhor resultado, uma melhor performance. Atitudes que não víamos há algum tempo na F1 e que foi possível nesta etapa devido ao novo regulamento e ao traçado favorável de Albert Park em Melbourne, Austrália.
podio
149260
A classificação do campeonato não mudou muito na ponta da tabela com Alonso e Massa ainda liderando. Mais atrás, muitas trocas de posições e agora temos Jenson Button em terceiro e Lewis Hamilton em quarto dando a Ferrari e McLaren, grande domínio neste inicio de temporada.

No próximo final de semana já teremos outra corrida na madrugada, o GP da Malásia. Com um dos melhores traçados das “novas pistas”, a corrida tem grandes chances de ser parecida tão boa quanto a da Austrália. Veremos.

Vou aproveitar o espaço e divulgar uma saudável parceria onde eu e meu amigo de velocidade Victor Marcelino, iniciamos em seu site a Coluna Senna. Junto de outros fãs de F1, a cada etapa desta temporada publicarei uma coluna sobre Bruno Senna no site http://www.maisformula1.com.

Obrigado a todos pela atenção e nos vemos na próxima semana.

Crédito das imagens: GP Update

++

3 comentários:

Claudio Souza disse...

Foi um GP daqueles, nós já estavámos com saudades desta emoção. Acredito que a disputa do título está totalmente aberta, sem favoritos. Esses pontos que a Ferrari está colhendo serão super importantes no fim do campeonato, e o azar extremo do Vettel terá consequências...

Carlos disse...

Realmente o GP foi bem agressivo. Não assisti o GP dos anos 90, mas pela riqueza dos detalhes as características do circuito foram realmente as mesmas!
A propósito, aproveito para deixar meus parabéns pelos posts muito bem embasados dos bloggers.

Boa semana para nós e que venha o próximo Grande Prêmio...

Pezzolo disse...

LENDO O BLOG . Interessante a análise
coloca um link pra pezzolo.tv a[i
www.pezzolo.tv
valeu!