sábado, 5 de março de 2011

Incrivéis Coincidências

Saiba da história que envolve os dois melhores pilotos que a Alemanha já teve na F1, Michael Schumacher e Wolfgang von Trips

von Trips e Schumacher

Além da semelhança física, quis o destino que von Trips e Schumacher tivessem suas carreiras entrelaçadas. Assim como toda monarquia, rei morto rei posto, na monarquia automobilistica alemã o caso foi mais emblemático.

Wolfgang von Trips nasceu em 4 de Maio de 1928 na cidade de Kerpen na Alemanha. Filho de uma familia nobre, começou a correr com o pseudônimo "Alex Linter" para poder fugir da perseguição da familia. Com o passar dos tempos, chegou na F1 e sentou na Ferrari. Conseguiu duas vitórias, seis pódios e era o franco favorito para ser campeão mundial em 1961. Mas quis o destino que ele morresse tragicamente em Monza e se tornasse vice-campeão póstumo, seu companheiro Phil Hill acabou levando o caneco. 

Com a morte de Von Trips, a Alemanha teve o sonho de ter um campeão mundial adiado. Depois da tragédia com a Mercedes-benz em Le Mans, mais uma tragédia impedia a Alemanha de ser tornar campeã no automobilismo.

Wolfgang von Trips foi o melhor piloto alemão antes de Schumacher.

Von Trips a bordo da Ferrari.

Estatua de von Trips em Kerpen, Alemanha.

Traumatizada com a tragédia, a familia de Von Trips decidiu vender a pista que possuía em Kerpen para o sr Rolf Schumacher, e começa ai o entrelaçamento da carreira dos dois.

A pista aonde von Trips começou foi o berço de Michael Schumacher. Michael nasceu no dia 3 de Janeiro de 1969, isso é, 8 anos depois da tragédia que vitimou von Trips. Com as dificuldades de uma familia de classe média alemã, Michael e Ralf iniciaram suas vidas no automobilismo na pista que foi de von Trips.

Eis o pequeno Schumacher.

Michael Schumacher é o maior piloto da F1 de todos os tempos.

Schumacher a bordo da Ferrari.

Quis o destino que a Alemanha esperasse 33 anos para que o jovem de Kerpen aprendesse as artimanhas, se tornasse adulto e conseguisse chegar a Fórmula 1 para levar a Alemanha ao topo da principal categoria do automobilismo.

E mais, quis o destino que esse mesmo garoto viesse a pilotar uma Ferrari e conquistasse mais cinco títulos mundiais se tornando o maior de todos. 
De uma tragédia nasceu um mito. E se von Trips não tivesse morrido e fosse campeão em 1961, consequentemente sua familia não teria vendido o kartódromo para familia Schumacher, que consequentemente os pupilos do sr. Rolf teriam ainda mais dificuldade para aprender e demonstrar suas habilidades. 

Mas, como já sabemos, a carreira de Schumacher sempre é abreviada por inúmeros "Se". "se" o Ayrton não tivesse morrido, "se" o von Trips tivesse sido campeão, "se" a Ferrari não o privilegiasse. Isso tudo é pequeno e irrelevante. O que importa é que o destino calculou exatamente cado passo desse alemão, meticulosamente cada evento em sua vida culminou com tudo o que vimos ele fazer nas pistas. Quem apostaria que um jovem garoto, de uma familia humilde alemã, viesse a ser o maior de todos da milionária Fórmula 1? 
Quis o destino assim oras! Quer saber o segredo? Tenho uma dica, que tal dar uma passada em Kerpen e beber um pouquinho da água de lá?

Abraços!

Wolfgang von Trips Tribute

Michael Schumacher Tribute




2 comentários:

F-1 A.L.C. disse...

ah, caramba! dise bart simpson! nem imaginava que a pista era de Von Trips!

aquele cara não era adicto a heroína? se não tou errado um tempo abandonó as corridas pra se desintoxicar... pu era nuvolari?

Raphael Mesquita Siqueira disse...

Sensacional ! Demais !

Não sabia dessa história. Realmente... te faz pensar se tudo que acontece com a gente hoje em dia já esta escrito em algum lugar.

Parabens !