quarta-feira, 4 de novembro de 2009

2009! – Lembrar ou Esquecer?

Olá Pessoal,
Boa Noite.

Primeiramente gostaria de pedir desculpas pelo longo período ausente do nosso Paddock Info. Devido a agenda apertada, viagem de feriado e acidente futebolístico, minha analise dos GPs do Brasil e de Abu Dhabi foram atrasadas junto com minhas considerações gerais de toda a temporada 2009.

Mas antes tarde do que nunca, não é mesmo?
E por esse motivo, vou colocar nas linhas que seguem minhas opiniões sobre alguns dos acontecimentos mais marcantes da F1 nesse tempo em que fiquei ausente.

A começar pelo Grande Prêmio Petrobras do Brasil 2009!

Como sempre, Interlagos nos proporciona grandes corridas e nesta edição não foi diferente!

Logo na largada e primeiras voltas tivemos algumas certezas: Red Bull estava muito forte, Jarno Trulli já deveria ter saído da F1 há algum tempo, Fernando Alonso estava pouco se importando com as corridas que lhe restavam com a Renault, Rubens Barrichello não seria Vice-Campeão, Lewis Hamilton é um excelente piloto, Jenson Button faria uma grande corrida para coroar seu titulo e finalmente veríamos um piloto de cair o queixo vindo do Japão, Kamui Kobayashi.

O GP Brasil proporcionou grandes emoções durante a corrida e, a falar por mim, a grande surpresa foram duas: Jenson Button e Kamui Kobayashi!

Vou explicar os motivos:

Jenson Button:
- Apesar do inicio de temporada arrasador, é fato que ele não era o mesmo piloto depois do GP da Turquia, onde conquistou sua ultima vitória na temporada. Após apresentações que deixavam a sensação de “Será esse o campeão do mundo em 2009?!”, Jenson viu seu titulo cada vez mais ameaçado e por isso, resolveu reagir quando já estava ficando sem opções: ou lutava feito homem pelo seu titulo ou esperava a sorte decidir por ele.
Acho que ele fez muito bem! E melhor ainda para nós, como amantes do arrojo na F1, que vimos uma apresentação de quem realmente tem algo a perder mas que prefere tentar e talvez falhar na luta pelo êxito ao fracasso por não controlar suas ambições.

Kamui Kobayashi:
- Eu ainda não encontrei palavras para descrever esse piloto. Fez seu treino de sábado discreto, mas já largando em 11º (comentei aqui inclusive que era uma boa posição de largada para um estreante!) e chegando em 9º ao final da corrida. Mas esse 9º lugar não condiz com o que foi a corrida de Kamui, pelo contrario, apenas esconde o que “aprontou” na pista brasileira.
Kamui fez o que quis na pista e levou as velhas frases de “Não fui bem pois não conhecia a pista” (By Piquet Jr.) e “O carro não esta bom!” (By Jarno Trulli – que sempre reclamou de sua Toyota) a caírem por água abaixo. Disputou posições como há muito tempo não via antes. Deu X no atual campeão do mundo, Jenson Button e deixou seu amigo japonês, Nakajima, tão desnorteado com uma ultrapassagem, que levou o amigo ao erro e abandono da prova.
Para mim, sem duvidas, o grande nome do GP Brasil.

Rubens Barrichello viu aqui, suas chances de ser vice-campeão irem por água abaixo com um lamentável 8º lugar após liderar a corrida. Ainda andou em terceiro, melhorando suas chances de levar a disputa para o GP seguinte, mas um pneu furado o obrigou a um pit-stop extra tirando assim todas as suas chances.
Mas Rubens é um piloto positivo e com certeza, viu algo bom em tudo o que aconteceu em Interlagos.

Mark Webber, o vencedor do dia que só venceu, pois Vettel largou muito atrás e mesmo assim chegou em quarto, mostrando a força da Red Bull.

Lewis Hamilton, largando em 17º chegou em terceiro, mostrando o quanto é realmente bom.

Vamos então ao Grande Prêmio Etihad Airways de Abu Dhabi!

Não sei por onde começar a comentar esse GP.
Seria pela estrutura fantástica do autódromo? Seria pelos milhões gastos na construção da pista? Seria por toda a expectativa gerada para essa corrida? Ou seria ainda pelo traçado totalmente sem graça que construíram na Yas Marina?

A diferença entre a ultima opções e as demais, é que essa ultima seria a única que deveriam ter colocado mais atenção na hora do projeto, mas que na pratica, foi onde menos deram atenção.

O traçado não proporcionou em nenhum momento, emoções dignas de uma pista de corrida de carros. A pista não tem nenhuma característica que faz o traçado ter vida própria como a Eau Rouge na Bélgica, S do Senna em Interlagos, o muro que todos os pilotos tem medo em Montreal, a parabólica e a famosa “Curva Di Lesmo” em Monza e pra finalizar (só pra não citar muitos exemplos), os muros apertados e o mais belo Túnel de Mônaco que, apesar de tudo, ainda tem seu charme. Enfim, na minha opinião, não trouxe nada bom pra F1 e ainda revelou o quanto esse povo árabe gosta de jogar dinheiro fora.

Mas vamos ao que interessa pois, apesar dos pesares, a corrida aconteceu e foi tão chata quanto previsível.

Já nos treinos vimos quem ia mandar no FDS, leia-se McLaren. Lewis Hamilton fez a pole, mostrando que a degola no Q1 em Interlagos foi obra do acaso.
Ia liderando com autoridade a corrida quando os freios traseiros começaram a dar problema e a vitória caiu no colo de Sebastian Vettel, que assegurou seu vice-campeonato com esse resultado.

Nas ultimas voltas, Jenson Button arriscou uma perseguição a Mark Webber na luta pela segunda posição. Foi o ponto alto da corrida e também mostrou ao mundo inteiro, o quanto o traçado de Abu Dhabi não favorece as disputas que todos nós queremos ver na F1. Button teve enorme dificuldade em ultrapassa-lo e no final, não conseguiu. Penso eu, assim como várias outras pessoas devem pensar, que o atual campeão do mundo passaria Webber caso a pista fosse um pouco mais favorável a quem ataca ao invés de favorecer a quem defende.

Isso mostra o quanto os valores da F1 podem estar invertidos.

Após o termino da corrida, a semana foi entrando com algumas noticias que já esperávamos e outras que nem tanto.

Rubens Barrichello confirmou que irá correr pela Williams em 2010; Bridgestone fara sua ultima temporada na F1 em 2010 e por ultimo, a Toyota anunciou sua saída da F1.

Sobre o Rubens na Williams já falamos demais por aqui, mas os dois últimos anúncios realmente são novidades.

A Bridgestone, que de 2006 a 2010 trabalhou (e irá trabalhar) como único fornecedor de pneus da categoria. Anuncio que pegou a todos de surpresa e que foi mais agravado depois de Michelin e Pirelli declararem que não tem o menor interesse em voltar a categoria.

Sendo assim, ficamos com a duvida: Quem fabricará os pneus para a F1 a partir de 2011?
Eu não faço a mínima idéia. E vocês?

O abandono da Toyota para o ano que vem já era esperado e com muita sinceridade digo que a escuderia não fará a menor falta à categoria.

Penso eu que a maior perda com essa noticia, seja o desemprego provisório de Kamui Kobayashi.

Mas tenho certeza que ele arrumara um cockpit para correr em 2010 o quanto antes.
Espero que as equipes não desperdicem esse talento óbvio que tem Kamui.

Essa temporada foi única em muitos aspectos. Tivemos escândalos, domínio absoluto de um piloto na primeira metade, competitividade com vários vencedores na segunda, estréias, surpresas, demissões no meio da temporada, acidentes bobos, acidentes sérios, acidentes engraçados, pistas emocionantes, pistas sonolentas, enfim, tivemos de tudo em 2009!

Com a mudança do regulamento e a dança das cadeiras ainda acontecendo a pleno vapor na categoria, só nos leva a esperar por um 2010 muito melhor.
A cada ano a F1 nos surpreende, seja de forma boa ou ruim. Eu, como fã incondicional da categoria, espero sempre pelo melhor.

Obrigado pela atenção e até o próximo post.

Imagens do Vencedores de 2009:


Button
Jenson Button: GP da Austrália, GP da Malásia, GP do Bahrein, GP da Espanha, GP de Mônaco e GP da Turquia.

VettelAbuDhabi
Sebastian Vettel: GP da China, GP da Inglaterra, GP do Japão e GP de Abu Dhabi.

Webber
Mark Webber: GP da Alemanha e GP do Brasil.

hamilton
Lewis Hamilton: GP da Hungria e GP de Cingapura.

united_colours_of_barrichello
Rubens Barrichello: GP de Valência e GP da Itália.

raikkonen
Kimi Raikkonen: GP da Bélgica.

++

4 comentários:

Gustavo Rocha disse...

Ótimo texto! Mas acho que devemos esquecer muita coisa de 2009: escândalo do Nelsinho, Grosjean, Badoer...

No mais, foi uma temporada surpreendente... Apesar do gás no começo da temporada, aposto que muita gente não apostaria que o Button seria campeão, ou mesmo que a Brawn iria durar até o final.

Quanto ao Kobayashi, é a única coisa ruim da saída da Toyota. Mas duvido muito que esse excelente novato fique de fora da próxima temporada. Vamos ver os próximos capítulos.

Absss

Anônimo disse...

A temporada em quesito de emoção sem dúvida foi a melhor dos ultimos anos.
Os pontos negativos ficaram pelo possível racha criado no meio da temporada, Alguesuari, Grosjean e o acidente do Massa.
Quanto a corrida em Abu Dhabi foi a que mais se tinha expectativa e a que menos teve emoção! Realmente uma decepção.

E agora vamos aguardar o troca-troca de pilotos e os próximos capítulos esperando a temporada-2010.

Abs
Felipe

F-1 A.L.C. disse...

lembra ou esquecer? lembra bem deste ano, porque daqui vai sair ou o fim da F1, ou um novo começo.

Antonio Cataldo disse...

2009 devemos esquecer.
saudades dos anos de 80/90.